Aprosmat completa 4 décadas de atuação em pesquisa e fortalecimento do setor de sementes

Sede da Aprosmat em Rondonópolis

Nascida em 10 de junho de 1980, a Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat) com sede em Rondonópolis (Mato Grosso), completa 40 anos história. A associação acompanhou a evolução significativa do agronegócio, ditando desde o início, o seu ritmo inovador, buscando cada vez mais, o avanço técnico através de ferramentas e capital humano com que ampara os atuais 33 associados.

 

A Aprosmat tem o desafio de se preparar para o futuro, o qual será cada vez mais digital e de novas tecnologias. Ela entende que estar no futuro é seguir investindo na qualificação de pessoas, otimizar processos, reduzir custos de forma sustentável, apoiar o uso sustentável de recursos, amparar o meio ambiente e projetar o setor sementeiro para os novos cenários que virão através da agricultura moderna, preparando-nos para os próximos 40 anos.

 

CAPACITAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E INFORMAÇÃO – A cada demanda e desafio estabelecido pelos sementeiros safra a safra, ocorre a capacitação da equipe de profissionais da entidade e associados que lidam diretamente com as sementes. Periodicamente são realizados cursos e oficinas para analistas de sementes, ministrados por pesquisadores renomados da área.

 

Com o objetivo de disseminar todo o portfólio de conhecimento nestes 40 anos e também trazer o que há de mais atual no setor de pesquisa sobre sementes, a Aprosmat realiza as rodadas técnicas que percorrem as principais regiões produtoras de sementes de Mato Grosso, oferecendo palestras de pesquisadores, especialistas e referências da área das sementes. Anualmente a associação percorre o estado levando informação e conhecimento ao público interessado, atuando na proposição de políticas voltadas ao atendimento das necessidades do setor.

Além das oficinas, rodadas e palestras técnicas, a associação também investe no desenvolvimento humano por meio de programas de motivação e liderança, como foi o caso da rodada com o multicampeão da vela Lars Grael, ocorrida em 2019. O evento passou por seis cidades levando uma perspectiva diferente sobre as dificuldades enfrentadas dentro da lavoura e fazendo um paralelo do que o desportista passou em sua vida.

 

Com as constantes tecnologias lançadas no agronegócio mundial, a Aprosmat proporciona aos seus associados missões internacionais, como CSS & Seed Expo, em Chicago, no estado americano de Illinois. Com programação de palestras, exposição de máquinas, reuniões com multinacionais, ampliando o conhecimento e expandindo o networking dos integrantes do grupo ligados ao setor sementeiro.

 

SOLIDARIEDADE – Sempre com um olhar voltado para comunidade, neste momento de luta contra o Covid-19, a Aprosmat em conjunto com Associação Agroligadas e Cooperfibra realizaram a doação de EPIs para o Hospital Regional Irmã Elza Giovanella de Rondonópolis. A ação solidária tem como objetivo auxiliar no combate e prevenção ao coronavírus (Covid-19), também sendo contemplados na capital, a Santa Casa Misericórdia e o Hospital Júlio Muller, além do Hospital Municipal de Campo Verde, no interior do estado.

 

Para marcar estas quatro décadas que serviços prestados ao agro regional e brasileiro, a associação lança o projeto “Aprosmat Solidária”, que visa realizar ações nas áreas da educação, saúde, meio ambiente e prevenção ao Covid-19, em cidades onde a associação se faz presente, como Alto Araguaia, Alto Garças, Alto Taquari, Pedra Preta, Rondonópolis, Primavera do Leste, Campo Verde, Cuiabá, Tangará da Serra e Campo Novo do Parecis.

LABORATÓRIOS – O investimento em subsidiar de todo tipo de informações os produtores de sementes passa pela implantação de três laboratórios, sendo o laboratório de análise de sementes, laboratório de nematologia e laboratório de sanidade.

 

O Laboratório de Análises de Sementes da Aprosmat foi criado em 22 de maio de 1989. Executa suas atividades em instalações próprias, possui estrutura adequada e equipamentos apropriados, bem como profissionais qualificados para a realização, interpretação e apresentação dos resultados das análises de qualidade e detecção de OGM. A busca constante por avanços e melhoria em sua qualidade, permitiu que fosse recentemente admitido como membro da International Seed Testing Association (ISTA).

 

Através do compromisso de adoção e implementação do Sistema de Gestão da Qualidade, respaldado nos requisitos da norma NBR ISO/IEC 17025:2005, desenvolve trabalhos confiáveis que asseguram a qualidade, baseados nas Regras para Análise de Sementes (RAS) e demais padrões e legislações aplicáveis.

 

O laboratório realiza análises da qualidade na fase de pré-colheita, verificação da qualidade, análise de produção e acompanhamento pós-venda. Para assegurar a exatidão dos resultados obtidos no laboratório, a Aprosmat investe em sua estrutura física e na informatização dos trabalhos desenvolvidos com registro das análises no momento da execução, proporcionando agilidade e proteção de informações.

 

O grande diferencial do LAS Aprosmat está na excelência de sua equipe técnica, sendo esta constantemente submetida a treinamentos e reciclagens de conhecimento para desempenhar suas funções nos mais altos padrões de qualidade.

 

O Laboratório de Nematologia iniciou as atividades em 1º de março de 2007, objetiva-se estabelecer como uma empresa de excelência em análises nematológicas. A qualidade dos serviços prestados e a satisfação de seus clientes são prioridades para o Laboratório, pois busca prestar serviços na área, assegurando a confiabilidade dos resultados das análises através da implementação de políticas da qualidade e dos procedimentos, em atendimento aos requisitos da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT NBR ISO/IEC 17025:2005. Mantém seus colaboradores treinados e atualizados, além de dispor de equipamentos de última geração e estrutura física. Devido à sua posição estratégica, atende clientes de todo o território nacional.

 

Entre os testes realizados estão a identificação e quantificação de nematoides fitoparasitas associados a diversas culturas (soja, algodão, milho, etc.); nematoide de cistos Heterodera glycines (nematoide de cisto da soja); análises de raças do nematoide de cisto da soja (Heterodera glycines); identificação de espécies dos nematoides de galhas ( Meloidogyne spp.) por eletroforese, o que garante mais precisão nas análises. Avaliação da reação de cultivares e/ou linhagens aos principais nematoides (Meloidogyne incognita, M. javanica, Pratylenchus brachyurus, Heterodera glycines e Rotylenchulus reniformis). Realiza também avaliação da reação de cultivares e/ou linhagens para Cancro da haste e desenvolve e executa projetos de pesquisa.

 

O Laboratório de Sanidade foi implantado em 2001, o laboratório busca identificar a presença de fungos em sementes de diversas culturas. Oferece ainda suporte ao controle de qualidade das sementes, auxiliando na produtividade, prevenindo a entrada de patógenos em áreas indenes. Os testes realizados são detecção de Sclerotinia sclerotiorum e Colletotrichum truncatum em plântulas pelo método de incubação em rolo de papel, descrito na RAS, 2009. Detecção de fungos em sementes pelo método do papel filtro (“Blotter test”) RAS, 2009 e exame da suspensão de lavagem das sementes.

OUVIDORIA – Com a chegada internet no campo, a Aprosmat se apressou em desenvolver meios para a interação com o produtor e as empresas que comercializam sementes de soja associadas à APROSMAT. Pensando nessa interação unida a preocupação com a qualidade da semente comercializada pelos os seus associados, foi criado um canal de comunicação, a Ouvidoria, onde o sistema recebe reclamações, denúncias de sementes piratas ou feedback de como se deu a entrega da semente direto ao canal competente. Esta ferramenta oferece três meios de utilização, pelo telefone via 0800-580-0260, pelo WhatsApp (011) 970055-9331 e por aplicativo de smartphones que pode ser baixado na Google Play (Sistema Android) ou na AppStore para iPhone (iOS).

 

Gutemberg Carvalho Silveira – presidente da Aprosmat

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *