Técnicos da Aprosmat recebem capacitação

A Associação dos Produtores de Sementes do Estado de Mato Grosso (Aprosmat) realizou entre os dias 27 e 31 de maio uma capacitação para os técnicos do laboratório de sementes focado em morfologia e identificação de sementes, o curso foi ministrado na sede da associação pela engenheira agrônoma, dourtora Dóris Groth.

Na capacitação os técnicos receberam orientações de como identificas famílias de espécies invasoras, principalmente na soja, milho e sementes de braquiária. Segundo Dóris Groth, um conhecimento fundamental no momento crucial que é a colheita. “O curso é de morfologia e identificação de sementes, no caso as sementes invasoras sejam elas nocivas ou pragas quarentenárias ou até mesmo sementes silvestres. Elas estão na lavoura e na hora da colheita, seja da soja, milho e sementes de braquiária estas sementes invasoras vêm junto, porque as plantas estão juntas na lavoura e existem padrões de sementes feitos pelo ministério da agricultura, então o laboratório é obrigado a fazer a identificação”, explicou.

Em seu segundo curso de capacitação sobre morfologia e identificação de sementes, a técnica de laboratório, Márcia Apolônio de Lima Ferreira destacou a qualidade das informações repassadas pela especialista. “A partir do momento que você recebe estas informações de um assunto tão amplo os seus horizontes se abrem, nós começamos a ver a identificação de sementes de outra forma. Este é o meu segundo curso e focamos em algumas famílias de espécies botânicas, onde podemos reunir as famílias que mais nos interessávamos para que a doutora Dóris pudesse aprofundar mais na explicação, o que vai resultar positivamente sequência de nosso trabalho no laboratório de sementes da Aprosmat”, disse.

O objetivo da Aprosmat, segundo o diretor administrativo da Associação, Thiago de Vasconcelos é garantir a melhor capacitação e conhecimento para os seus técnicos do laboratório de sementes. “É importante investir na qualificação e preparação da equipe, para que possamos colher bons resultados naquilo que nós acreditamos em avançar na qualidade em entregar ao mercado em eficiência e alto padrão”, concluiu. A capacitação em morfologia e identificação de sementes teve a carga horaria de 44 horas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *